A missão é o coração da Igreja

 
 
 

“Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi”
(Jo 15, 16).

Celebramos, no dia 21 de outubro, o dia mundial das Missões. Com o tema: “Enviados para testemunhar a Paz e o Lema: Vós sois todos Irmãos” (Mt 23, 8), a Igreja, discípula missionária de Jesus Cristo, nos convida a deixar neste mundo conturbado e sedento da justiça de Deus, a marca da esperança, da paz e da profecia.

A missão é o coração da Igreja, expressa na Missio Dei, Missão de Deus. Deus é Missão e no seu dinamismo nos envia para comunicar o Seu Projeto de amor e de salvação, para todos os povos. Por isso, Missão é o engajamento na única missão de Deus: a Vida por Ele criada e amada. Por ela, o Pai enviou seu Filho, Jesus Cristo, ao mundo. Ele é o centro do envio de Deus e, qualquer outra iniciativa missionária lhe segue os passos.

Uma Igreja iniciada na Vida Cristã se torna missionária, vai ao encontro do outro e, através da pedagogia da presença, se faz solidária com todos, porque em Cristo Jesus, “todos sois irmãos”. O papa Francisco nos adverte: “Eu não quero uma Igreja tranquila, quero uma Igreja missionária”. A missão nos coloca na dinâmica de “saída” e nos capacita, a uma mística de olhos abertos para a realidade que nos cerca.

O papa Francisco também nos convidou para vivenciar, com intensidade, o Mês Extraordinário Missionário, convocado para outubro de 2019: Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo. “É uma oportunidade para confirmar a nossa identidade batismal, como um encontro pessoal com Jesus Cristo vivo: Ele nos envia para sermos suas testemunhas, no mundo”.

Algumas iniciativas para vivenciar e testemunhar o “Mês Extraordinário Missionário” foram propostas pela Congregação para a Evangelização dos Povos e Pontifícias Obras Missionárias, como inspiração para a criatividade das Igrejas locais e as Congregações Religiosas.

 Organizar uma celebração diocesana ou nacional para a abertura do Extraordinário Mês Missionário de outubro de 2019;
 Celebrar a Vigília Missionária com o tema proposto pelo Santo Padre;
 Propor uma celebração eucarística, a nível diocesano, para o domingo do Dia Missionário Mundial;
 Propor que pequenos grupos de pessoas ou famílias se reúnam pelas casas para rezar o Santo Rosário, com intenções missionárias, inspirados na intuição original da Venerável Pauline Jaricot, fundadora da Pontifícia Obra Missionária da Propagação da Fé;
 Promover uma peregrinação mariana ou a um santuário, memória de santos ou mártires da missão;
 Promover coleções de ofertas e doações econômicas para apoiar o trabalho apostólico Missio ad gentes e a formação missionária;
 Propor aos jovens uma atividade pública de anúncio do Evangelho;
 Organizar uma celebração diocesana ou nacional para o Encerramento do Mês Extraordinário Missionário de outubro de 2019.

Coloquemo-nos na dinâmica deste caminho, unindo-nos às diversas iniciativas missionárias, dando visibilidade à Igreja em saída e promovendo a cultura do encontro e da solidariedade.

Irmã Maria Aparecida Barboza, ICM
Setor de Animação Missionária

Deixe seu comentário