Artigo: Festa do Imaculado Coração de Maria

 
 
 

“Minha alma engrandece o Senhor,
e meu espírito exulta em Deus em meu Salvador”. (Lc 1,46)

Esta frase bíblica traz presente a alegria e o reconhecimento de Maria que experimenta a grandeza de seu Deus e o acolhe na interioridade de seu ser. Ao dizer “minha alma”, afirma sua centralidade em movimento pela encarnação do Filho de Deus. Sente no mais profundo do seu interior, a vida divina em dinamismo amoroso e gracioso, tornando-a bela, cheia de graça, fascinada pelo Senhor, exultante, dançante na esperança dos pobres de Israel. Sua capacidade em escutar a Palavra e meditá-la na certeza de que Deus é o Salvador, a faz Imaculada em seu coração, em suas decisões e ações.

O mês de junho nos insere no contexto do grande evento Congregacional: A Festa do Imaculado Coração de Maria. Maria a jovem de Nazaré, herdeira da tradição do seu povo Israel, na narrativa da anunciação em Lc 1, 26-38, apresenta-se recebendo a força do Altíssimo que a faz Imaculada, preparando-a para acolher o Verbo de Deus. Imaculada na escuta fiel, na contemplação do rosto de seu Deus, coração sábio, descentrado e comprometido com os pobres, mulher discípula.

Celebrar essa Festa nos faz adentrarmos, seguindo a tradição de Orígenes que afirmava que, em Maria encontra-se um modelo autêntico, permanente e insuperável na vida cristã. Atanásio mantém o fio condutor e afirma que Maria possuía todas as qualidades. Era totalmente voltada para o serviço aos pobres, em fidelidade às Sagradas Escrituras. A figura de Maria como habitação do Verbo, pode posteriormente ser vista como ícone da encarnação. Dessa forma, compreende a virgem como templo de salvação, plasmada, modelada divinizada pelo Espírito, a cheia de graça. Há uma perspectiva antropológica onde o ser humano é habitação da divindade, a partir de um descentrar-se de si mesmo para aí Deus habitar. E que a comunidade cristã possa contemplá-la, como modelo de seguimento a Jesus Cristo.

No capítulo 12,1-6 do livro do Apocalipse, numa releitura feita pelo cristianismo, Maria aparece como a mulher forte, resistente, totalmente fiel ao Projeto de Deus e da Comunidade, entrando em conflito com o dragão na defesa da vida. É a herdeira da promessa, aquela que traz em seu diadema a realeza do seu povo, a história de geração em geração. Possamos dizer com Santo André de Creta:

“Todas as coisas criadas cantam e dançam alegremente, e contribuem adequadamente para este dia de alegria. Que hoje seja uma celebração comum do céu e da terra, e o que está neste mundo e no outro celebra por comum acordo. Regozije-se hoje toda a criação e trema a natureza com alegria. Regozije-se no céu lá em cima e as nuvens derramem justiça. Que as montanhas destilem a doçura do mel e jubilem as colinas, porque o Senhor teve misericórdia de seu povo e nos despertou um poderoso Salvador na casa de Davi seu servo, isto é, na Imaculada Virgem, através da qual vem a salvação e a expectativa dos povos. Hoje a humanidade, em todo o esplendor de sua nobreza Imaculada, recebe o dom de sua primeira formação a partir de mãos divinas e redescobre sua antiga beleza.”

Maria é a mulher discípula, solidária e poetisa na arte de profetizar, fazendo da memória da história de seu povo, versos de louvor e gratidão, ao reconhecer que o Salvador age com braço forte, que rebaixa os poderosos e eleva os humildes (Lc 1, 51-52).

No mês que celebramos a Festa do Imaculado Coração de Maria, festejamos com amor o aniversário de nascimento de nossa querida Fundadora, a Bem-Aventurada Bárbara Maix em 27 de junho de 2021. Bárbara que viu no Imaculado Coração de Maria, a originalidade da escuta fiel e autêntica no seguimento radical de Jesus Cristo, sob a instrução do Espírito Santo no abraço carinhoso de Deus Pai e Mãe.

-Salve Maria, Salve, Maria, Mãe de Deus, aclamada pelos profetas, bendita pelos pastores, quando com os anjos cantaram o sublime hino de Belém: “Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade” (Lc 2,14).

-Salve, Maria, Mãe de Deus, alegria dos anjos, júbilo dos arcanjos que te glorificam no céu! Salve, Maria, Mãe de Deus: por ti adoraram a Cristo os Magos guiados pela estrela do Oriente; salve, Maria, Mãe de Deus, honra dos apóstolos! (Éfeso 431).

 

Irmã Maria Freire da Silva.
Diretora Geral da Congregação da
Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.