Confira a programação da Semana Nacional da Vida Consagrada 2020

 
 
 

A Semana da Vida Religiosa Consagrada acontece entre os dias 16 a 22 de agosto, com o tema “AMADOS (AS) E CHAMADOS (AS) POR DEUS”. Este ano devido à pandemia da COVID-19, as atividades acontecerão no ambiente virtual.

A Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB Nacional) divulgou a programação, que contará com missa, lives e abordará temas como “Os votos na Vida Consagrada associados ao Pós Sínodo da Amazônia”.

Segundo o organismo, participação do momento: Papa Francisco; Cardeal dom Joâo Braz de Aviz, Dom João Inácio Müller, Dom João Salm; Carlos Eduardo Cardozo– Cadu; Frei Luiz Carlos Susin, Ofmcap, Irmã Annette Havenne, Moisés Sbardelotto, Frei Zanildo Zugeno.

Confira a programação:

Dia 16 de agosto, às 15h00, Missa de Abertura, na catedral de Brasília, transmitida pelas redes Sociais da CRB

Dia 17 de agosto, live “A relevância da Vida Consagrada nos tempos atuais” – com Dom João Braz de Aviz, Dom João Inácio Müller

Vídeo de apresentação do ser e fazer da CRB Nacional

Lives vocacionais e “Diálogos Formativos” virtuais das 20h30 às 21h30

Dia 08 de agosto – Mística do animador com o tema “O humano no itinerário vocacional”

Dia 21 de agosto – Os votos na Vida Consagrada associados ao Pós Sínodo da Amazônia

Dia 29 de agosto – Aspectos psicológicos da pessoa do Animador Vocacional

Entenda o cartaz

As pessoas de Vida Consagrada. Cada um, com sua especificidade e carisma, entrelaçados dentro do sopro do Espírito Santo, o sopro da Vida, o sopro da Missão. Uma única comunidade, chamada e amada por Deus, que vive a comunhão.

A Missão. Sementes lançadas pelas mãos dos consagrados, os novos semeadores do Reino de Deus. Trata-se do anúncio da Palavra de Deus. Cada um lança ao seu modo, da forma que seu carisma os impulsiona. Mas os olhos estão fixos no Espírito Santo, pois todos são conduzidos por Ele, a força vem Dele. Os consagrados e as consagradas são apenas instrumentos da missão de Deus.

A palavra SAGRADA. Refere-se à Vida! É, por si só, sagrada! É Dom! Ao responder o chamado, esta vida se consagra, se oferece, se coloca aos cuidados de Deus, se coloca a serviço do Reino.

A cor verde. Símbolo da vida e da esperança, virtude a qual deve fazer parte de toda a vida consagrada, uma espera confiante e alegre!

O sol e a lua. O sol recorda Nosso Senhor Jesus Cristo, por meio do qual a Graça de Deus amadurece os grãos. A lua recorda a figura de Nossa Senhora, lembrando as Palavras de São Paulo VI na bênção da Rosa de Ouro para a Basílica de Nossa Senhora Aparecida: “Nunca separeis Nossa Senhora de Cristo. Não se compreende a Mãe sem o Filho. Os privilégios de Maria Santíssima vêm-lhe de Jesus. Ela é como a lua: se o sol se apaga, não a veremos mais. Se, porém, os raios do sol lhe batem, então se ilumina.” Por isso a lua por detrás do sol. Ela é a Mãe presente, no silêncio, nos conduzindo ao seu Filho.

Sol e lua
também simbolizam as etapas do crescimento dos grãos, das sementes, os dias e as noites que são necessários esperar para que se tornem maduros. Seguem o tempo da Graça de Deus, um ciclo completo com a presença da Trindade Santa, uma analogia à Criação, uma analogia ao Mistério criador da Santíssima Trindade.

CRB Nacional

Deixe seu comentário