Conselho Plenário: “Um novo impulso na vida da Congregação” destaca mensagem da Diretora Geral, Irmã Marlise Hendges

 
 
 

Reunidas em Conselho Plenário, as mais de 40 Irmãs do Imaculado Coração de Maria acolheram a mensagem de abertura da Diretora Geral da Congregação, Irmã Marlise Hendges. Avanços da reconfiguração congregacional, a atua situação econômica e social do país, a questão vocacional e os desafios da Vida Religiosa Consagrada estão entre os temas abordados pela Diretora Geral na manhã da terça-feira, 20 de outubro, em Porto Alegre.

Irmã Marlise agradeceu a presença das Irmãs e afirmou que o grupo ali presente representava todas as Irmãs da Congregação. Lembrou também que a reconfiguração congregacional oportunizou a supressão de cinco províncias, a fundação de duas novas – Maria Mãe de Deus e Nossa Senhora de Guadalupe – a organização dos regionais e a criação do conselho de gestão. A concretização destas medidas atende aos compromissos assumidos em 2014, por ocasião do XIX Capítulo Geral Ordinário.

“Queremos nos alegrar com os avanços, com os passos que já damos nesse primeiro ano. Ao mesmo tempo vamos olhar, com olhar crítico, para ver em que precisamos avançar mais, onde estamos estagnadas, acomodadas, para que possamos retomar a caminhada com mais vigor” disse a Diretora Geral.

A seguir, destacamos alguns trechos da mensagem de abertura:

PAPA FRANCISCO

“Este é o primeiro Conselho Plenário do presente sexênio. Situa-se num ano privilegiado: o Ano da Vida Consagrada. É um tempo em que podemos sentir de perto o afeto e a preocupação do querido Papa Francisco para com a Vida Consagrada. Ele tem nos ajudado a nos avaliarmos, a reencontrar nossa Identidade, abandonar as superficialidades e abraçar o essencial. Ele tem sido exigente: pede que despertemos o mundo com o nosso testemunho profético e que o façamos com alegria, com esperança e com coerência. Ele valoriza a Vida Religiosa quando diz ainda que a vida consagrada é bela, é um dos tesouros mais preciosos da Igreja.”

MOMENTO SOCIAL

“Ao mesmo tempo nós vivemos um momento social, político, econômico muito difícil e conflitivo em âmbito nacional e internacional. A crise afeta a todos nós, mas, com certeza, as pessoas mais atingidas e que mais sofrem, são os pobres a quem somos enviadas com mais veemência ainda. A corrupção, a ganancia, o descaso dos políticos em relação ao povo chega a proporções alarmantes. Vivemos um verdadeiro caos.”.

“Lembremos também dos problemas climáticos cujas consequências são cada vez maiores. Milhares de pessoas atingidas pelas chuvas aqui no Sul perderam tudo, além de estarem desabrigadas. Em outros Estados, a seca castiga o povo. Não podemos ficar indiferentes a tudo isso. A solidariedade que assumimos nos inquieta e interpela”

LIDERANÇA

“Aqui está a liderança da Congregação. Cada uma de nós exerce, de alguma forma, uma atividade de liderança e isto requer doação, desprendimento, gratuidade e, acima de tudo, grandeza de coração. E é preciso assumir esse ministério, e tudo que realizamos, com alegria, entusiasmo, com paixão. Nós temos que ser sinal de esperança tanto para nossas Irmãs, quanto para as demais pessoas. O Papa pede que sejamos uma presença materna e amorosa, e que levemos o sorriso e o abraço de Deus para as pessoas, de modo especial, para os que estão à margem. Há sinais de vitalidade que fortalecem a nossa esperança. A Vida Consagrada está vivendo um momento apaixonante, em que percebemos a sua importância no mundo, mas é desafiada a resgatar a originalidade, o vigor do Carisma fundante, atualizando-o para a realidade atual. Se não for assim, perde a razão de ser.”.

COMUNIDADES MISSIONÁRIAS

“As comunidades precisam ser missionárias e não ficar em torno de si mesmas. Muitas vezes é a falta de uma missão clara, bem definida, que gera grandes conflitos por pequenas picuinhas.”.

Conselho Plenário 2015 01

IRMÃS IDOSAS

“Temos consciência, queridas irmãs, da nossa realidade congregacional. Entendo a preocupação das Irmãs com a realidade numérica em que nos encontramos. Temos muitas Irmãs idosas, é uma realidade, é uma preocupação mas, ao mesmo tempo é uma bênção. O Papa Francisco, ao falar sobre os idosos, afirmou: ‘As casas para idosos devem ser pulmões de humanidade na Congregação; deveriam ser santuários de humanidade, onde quem for idosa seja cuidada e defendida como uma irmã mais velha’ (…) Onde não há honra para idosos, não há futuro para os jovens. A oração das Irmãs idosas é um dom para a Congregação, uma riqueza.”

VOCAÇÕES

Temos preocupação também com a diminuição das vocações. É uma preocupação legítima. Aqui cito mais uma vez uma fala do Papa Francisco quando ele diz: ‘Estou convicto de que não há crise vocacional onde há consagrados capazes de transmitir, com o próprio testemunho, a beleza da Consagração. E o testemunho é fecundo. Este é um dos grandes desafios.

JUVENTUDE

“Precisamos cultivar em nós um coração grande para os jovens, para formar neles corações grandes, capazes de acolher a todos, corações ricos de misericórdia, cheios de ternura (…) Não é verdade que os jovens de hoje são medíocres e não são generosos; eles apenas precisam experimentar que ‘há mais felicidade em dar do que receber’. Nós mesmas precisamos fazer sempre de novo esta experiência e testemunhá-la para os jovens”.

CONSELHO PLENÁRIO

“Tenho certeza de que o Conselho Plenário será um momento de muita riqueza, de esperança e de um novo impulso na vida da Congregação. Abramos o coração para que o Espírito de Deus possa agir em nós, nos reanime, e nos leve a assumir com renovada paixão a missão de Deus, como Irmãs do Imaculado Coração. Que a Bem-Aventurada Bárbara Maix e o Imaculado Coração de Maria nos abençoem e acompanhem em nossa caminhada como discípulas missionárias de Jesus de Nazaré.”.

O Conselho Plenário das Irmãs do Imaculado Coração de Maria é um dos eventos mais importantes da Congregação. Acontece anualmente e reúne as religiosas para rezar, estudar, dialogar e definir a caminhada congregacional.

Deixe seu comentário