Em saída: a missão em Terras Marajoaras

 
 
 

A CRB (Conferência dos Religiosos do Brasil), juntamente a Prelazia do Marajó – PA, realizou a V Missão Jovem da CRB, dos dias 19 a 24 de julho de 2019, no Rio Tajapuru, junto ao Povo Ribeirinho. Contando com a presença de 45 religiosos (as) de 28 Congregações e Ordens, de 14 Estados do Brasil.

Tivemos oportunidades únicas de conhecer um pouco da cultura do Pará, como o carimbó, uma dança típica animada, colorida e envolvente, o artesanato, pontos turísticos e religiosos, como a Basílica Nossa Senhora de Nazaré, e a maravilhosa culinária: açaí, vatapá, tacacá, tapioca, cupuaçu, Castanha do Pará, etc. Experienciar o calor, o sabor e a alegria do povo paraense.

Fomos enviados (as) em missão, com a benção de Nossa Senhora de Nazaré e algumas formações sobre a realidade das comunidades ribeirinhas com assessoria da Ir. Henriqueta e sobre o Sínodo da Amazônia com Frei Atílio. Dom Evaristo Splenger, Bispo da Prelazia de Marajó, participou da missão. Um exemplo de pastor, simples, próximo e que participa da vida do povo. Foram dias de muito aprendizado, formação e troca de experiências, entre o grupo de missionárias (os) e as Comunidades Ribeirinhas.

O Povo Ribeirinho nos acolheu com todo o carinho e hospitalidade, abriram suas casas e nos permitiram fazer parte das suas vidas, dividiram o seu alimento, cultura, religiosidade, alegrias e desafios. Celebramos a vida com círculos bíblicos, celebrações da Palavra, missa, encontro com crianças e com a Pastoral da Juventude, a qual testemunha seu jeito de ser jovens com uma fé viva e vibrante, organizada e engajada com as causas das comunidades e sociedade.

Vivenciamos um pouco do cotidiano deste povo lutador e simples, que cultiva o seu sustento daquilo que a natureza fornece: açaí, peixe, camarão, mandioca, etc. Convivendo em harmonia com o meio ambiente de forma sustentável. Foi uma experiência maravilhosa, que me faz uma pessoa mais sensível e aberta a novas culturas, realidades e apelos que a missão indica. Com certeza terá um outro sentido em minha vida quando falar da região amazônica, que já está em meu coração, orações e lutas, especialmente na concretização do Sínodo Pan- Amazônico.

Ir. Michele da Silva ICM
Comunidade Instituto Providência
Porto Alegre/RS

Deixe seu comentário