Encontro de articuladoras/es e referenciais das Regiões e Núcleos da Rede Um Grito pela Vida

 
 
 

Nos dias 03 a 05 de junho, estiveram reunidos em Brasília – DF, articuladores/as e referenciais das regiões e núcleos da Rede Um Grito pela Vida. Foram dias de encontro, partilha, reflexão e aprofundamento desta realidade sobre o Tráfico de Pessoas, que fere e machuca a vida de tantas pessoas.

O encontro teve como tema: Missão em Rede no Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, com o objetivo de: contribuir na formação das lideranças da Rede Um Grito pela Vida, subsidiando para a animação e articulação dos núcleos e regiões visando o fortalecimento dos núcleos e da dinâmica de organização em rede e da eficácia profética da missão. Nesses dias foram aprofundados os seguintes eixos temáticos: Migração e Tráfico de Pessoas; Contexto sócio político e econômico do País – Análise de Conjuntura na perspectiva dos direitos humanos; missão em rede – o papel da liderança e a Campanha “Jogue a Favor da Vida” durante as olimpíadas 2016.

A Vida Religiosa Consagrada é chamada a desenvolver sua missão profética diante deste grito que clama por libertação, justiça, solidariedade. Temos por missão ajudar a escolher a vida. São tantos os rostos que gritam, que clamam, que já não tem mais esperança porque seus sonhos foram espedaçados, aniquilados, roubados. É a vida que clama por justiça, dignidade e liberdade diante de tantas situações de escravidão e exploração. É preciso sensibilidade para perceber essa realidade que se apresenta de forma tão camuflada, sendo sinal de esperança e força as pessoas e denunciando o que precisa ser denunciado. É o momento de repensar as lentes com as quais estamos olhando a realidade brasileira, ampliar a visibilidade do tráfico de pessoas, promover diálogo com as diversas iniciativas, construindo redes de cooperação, consolidar uma rede de acolhida e proteção. Diante do fenômeno da migração, mais do que nunca precisamos estar atentas e orientar os imigrantes para a prevenção… É preciso gestar coisas novas, formar para a cidadania, o que vem a ser um grande desafio, pois todos têm direitos iguais para viver com dignidade. Viver a justiça é possibilitar a cada pessoa aquilo que é necessário para que tenha uma vida digna.

IMG_4144

Irmãs ICM: Celina, Eurides e Bernadete. Nossa Congregação integra a Rede Um Grito Pela Vida

As consagradas e consagrados são profetas do bem, promotores da vida, apaixonados por colocar Deus no coração das pessoas e das instituições que nos representam, responsáveis pela construção de uma sociedade justa e fraterna, uma sociedade com o rosto de Deus. É importante que mantenhamos nosso olhar fixo em Jesus, inspirarmos no seu projeto, nos carismas fundacionais, na indignação profética e compaixão samaritana, na defesa dos Direitos Humanos e na certeza de que um mundo melhor é possível. Trabalhar nesse campo não é só uma opção, mas uma necessidade que o Evangelho nos impõe como condição de fidelidade ao Projeto do Reino.

Fundamental o papel da liderança que, em meio à complexidade dos fatos e acontecimentos, da compreensão do cenário, da situação é alguém que está de forma estratégica. Para ser líder é preciso ter metas e estratégias para poder alcançar os resultados, ser alguém apaixonada/o pela causa, abrir a mente e o coração e estar disposto/a a aprender, envolver-se com a realidade dos sujeitos, sentir e pulsar com o coração do outro, dos vitimados, dos explorados. Não se trata de uma estratégia de negócios, mas uma estratégia do coração.

IMG_4169

Ir. Maria Bernardete Macarini
Porto Alegre/RS

Deixe seu comentário