Gestão em Bárbara Maix e Convergência na Legislação Contábil

 
 
 

O Encontro coordenado pelo Setor Contábil da Congregação –SEC realizado nas Províncias foi, para nós da Província de São Paulo, nos dias 16 e 17 de agosto, um acontecimento muito importante por ter acontecido no ano em que se celebra a Beatificação de nossa Fundadora.

A princípio causa estranheza. Como fazer a relação desta pessoa tão especial como Bárbara Maix, com questões contábeis e legislativas? 


Quando iniciou sua fala, Irmã Rosilene Parolin, deixou bem claro que Bárbara, em sua trajetória no nosso meio, fez cumprir em si mesma e nos que lhe eram confiados, a questão da justiça e da misericórdia. Enfrentou os Administradores: “Antes que existisse o regulamento deste Asilo, existia a Regra do nosso Instituto”. Continuou dizendo que este fato não fora oculto na hora de assumir o Contrato de Trabalho no Asilo. Não tendo sido ouvida na sua reenvindicação, posicionou-se com firmeza: “aliás, a nossa resolução está tomada: deixaremos o Asilo e Deus velará por nós” (Oficio ao Administrador do Asilo Santa Leopoldina, 1857). 


Quando se preparava para assumir um novo trabalho procurava ver, sempre, as condições físicas do prédio e mobiliário para ver se as normas da higiene, respeito e dignidade estavam sendo respeitadas. Se quisermos prosseguir nesta pesquisa é só seguir a reflexão com esta chave de leitura e concluir-se-á quão firme, resoluta e corajosa foi Bárbara Maix nas questões administrativas e contábeis. 


A reflexão feita sobre a Convergência da Legislação Contábil apontou para a necessidade de estarmos, como Bárbara, atentas às mudanças do nosso tempo, e tirar das questões legais tudo o que nos podem oferecer como instrumental para que o nosso trabalho seja um recurso propiciador de mais vida em todos os sentidos e para todos, principalmente aos mais necessitados. 


Conclamamos a todas e a todos os que, em nossa Província, se dedicam à tarefa de cuidar da Administração Financeira a que se alimentem do espírito que regeu os passos de nossas primeiras Irmãs, segundo a lucidez e consciência de nossa Venerável Fundadora.


Agradecemos as Irmãs Maria Rosilene Parolim, Maria Joana Guedini e à Colaboradora Daisy da Silva dos Santos, que tão bem nos orientaram nesta busca.


Irmã Ernilda Souza do Nascimento

Coordenadora da Província de São Paulo