Igreja acolhe o dom da Beatificação de Madre Assunta Marchetti

 
 
 

A Igreja no Brasil acolherá no sábado, dia 25 de outubro, o dom da beatificação da religiosa Madre Assunta Marchetti, co-fundadora das missionárias de São Carlos Borromeu, também conhecidas como Irmãs Carlistas ou Scalabrinianas. A cerimônia será realizada na Catedral Metropolitana de São Paulo, será presidida pelo prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, cardeal Ângelo Amato, e concelebrada pelo arcebispo de São Paulo, cardeal Odilo Pedro Scherer.

A grande marca da santidade de Madre Assunta é o amor ao próximo, especialmente os mais pobres. Amou a Igreja e viveu a radicalidade do Evangelho de Jesus, na entrega de sua vida como religiosa consagrada.

BIOGRAFIA
Madre Assunta nasceu na Itália em 15 de agosto de 1871, em Lombrici, município de Camaiore. Em 1895, madre Assunta veio ao Brasil, acompanhando sua mãe e seu irmão, o jovem padre José Marchetti, junto com algumas companheiras, que também nutriam o desejo missionário de acompanhar os imigrantes italianos no Brasil. Passou breves períodos no interior do Estado de São Paulo e no Rio Grande do Sul. Foi na cidade de São Paulo que ela viveu grande parte de sua vida, dedicando-se a uma intensa ação caritativa voltada aos imigrantes, aos doentes e às crianças órfãs ou em situação de pobreza.

Ela amou intensamente o próximo, especialmente as coirmãs de vocação, dedicando-se com ternura ao cuidado dos mais pequenos entre os órfãos, pobres, doentes e migrantes em diversas cidades de São Paulo e no Rio grande do Sul.

Foi no amor a Jesus eucarístico e a Maria Santíssima que encontrou forças em todos os momentos de sua humilde existência missionária. Serviu como cozinheira, enfermeira, catequista, superiora geral e local.

Um grave ferimento na perna provocado durante o atendimento a um enfermo originou longos anos de sofrimento. Morreu entre as órfãs como sempre havia desejado, no dia 1° julho 1948, em Vila Prudente, S. Paulo, SP. Neste período, grande foi a sua fama de santidade.

madre assunta beatificação

BEATIFICAÇÃO
Madre Assunta Marchetti morreu com fama de santidade. O processo diocesano para a causa de Beatificação teve sua conclusão em 25 de outubro de 1991, em São Paulo. Sendo posteriormente enviado à Congregação para as Causas dos Santos, no Vaticano.

Em 2011, O Papa Bento XVI aprovou e promulgou o Decreto das Virtudes Heroicas da Madre Assunta. Em 2012, o Vaticano, através da Congregação para a Causa dos Santos, aprovou e promulgou o decreto do “milagre” atribuído por intercessão de Madre Assunta Marchetti em favor do Sr. Heraclides Teixeira Filho, ocorrido em 1994, acontecido no Hospital Mãe de Deus em Porto Alegre – RS.

O MILAGRE DE PORTO ALEGRE
Em vista da Beatificação, a Postulação da Causa de Beatificação de Madre Assunta Marchetti apresentou ao juízo da Congregação das Causas dos Santos a cura milagrosa do Sr. Heraclides Teixeira Filho, acontecido em Porto Alegre no ano de 1994. Ele havia sofrido um ataque cardíaco. Foi socorrido imediatamente e internado no Hospital Mãe de Deus; após um tratamento adequado recebeu alta.

Passados alguns dias o fenômeno repetiu-se com maior gravidade ao ponto que foi necessária uma intervenção cardiológica, durante a qual aconteceu uma grave parada cardíaca que durou por mais de quinze minutos. A equipe médica fez o possível para oferecer ao paciente os cuidados oportunos para a reanimação, mas a sua condição agravou-se ao ponto de correr risco de vida.

Naquele momento, uma irmã da Congregação, sabendo da difícil situação do paciente, dirigiu uma fervorosa invocação à Madre Assunta, pedindo sua intercessão para a cura do paciente. Uniram-se a ela em oração as demais coirmãs scalabrinianas da comunidade do Hospital Mãe de Deus e alguns familiares do enfermo.

O doente foi transferido para a UTI e improvisamente manifestou sintomas de excelente recuperação das funções do coração, em um tempo muito breve, em comparação com o grave diagnóstico, e o mais estupendo foi que ele não teve nenhuma sequela decorrente da grave patologia sofrida.

O Vaticano identificou neste caso um milagre de Deus, através da intercessão de Madre Assunta. Por esse motivo, o Papa aprovou sua beatificação.

CELEBRAÇÃO DE BEATIFICAÇÃO SERÁ EM SÃO PAULO
A Missa Solene com Rito de Beatificação de Madre Assunta Marchetti será realizada no dia 25 de outubro. A Missa será realizada às 10h, com transmissão pelas emissoras de inspiração católica: REDEVIDA, Tv Canção Nova, Tv Aparecida e Tv Evangelizar.

No dia 26 de novembro, às 8h, acontece a Missa em Ação de Graças pela Beatificação de Madre Assunta Marcheti, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, com transmissão pela Tv Aparecida.

BRASIL: TERRA DOS BEM-AVENTURADOS E SANTOS
Com o Papa Bento XVI, o Brasil acolheu o dom da canonização de dois santos: o brasileiro São Frei Galvão e Santa Madre Paulina, que nasceu na Itália, mas fez sua missão no Brasil. Já com o Papa Francisco, foi elevado à dignidade dos altares o santo luso-brasileiro, São José de Anchieta.

Além dos três santos, nosso país reza invocando a intercessão e pedindo a canonização dos seguintes Bem-Aventurados/as:

Madre Bárbara Maix (Porto Alegre – RS)
Pe. Adílio Da Ronch e coroinha Manuel Gómez González (Frederico Westphalen – RS)
Albertina Berkenbrock (Tubarão – SC)
Ir. Lindalva Justo de Oliveira (Salvador – BA)
Mariano de la Mata (São Paulo – SP)
Padre Eustáquio van Lieshout (Belo Horizonte – MG)
André de Soveral e Ambrósio Francisco Ferro (Rio Grande do Norte)
Irmã Dulce (salvador – BA)
Nhá Chica (Baependi – MG)

Deixe seu comentário