Igreja no Brasil celebra a Memória Litúrgica da Bem-Aventurada Bárbara Maix

 
 
 

A Igreja no Brasil celebrará, na quarta-feira, dia 06 de novembro, a memória litúrgica da Bem-Aventurada Bárbara Maix. A data, estabelecida em 2010 pelo Papa Bento XVI, também recordará os 9 anos da beatificação da religiosa, que nasceu na Áustria, mas que viveu sua vocação e missão no Brasil, doando-se aos empobrecidos, especialmente às crianças e adolescentes órfãos.

Neste ano, a celebração se reveste de maior alegria, por conta da retomada da causa de canonização, ocorrida em outubro passado, quando a Diocese de Caxias do Sul (RS), instalou o tribunal para investigar um presumido milagre atribuído à religiosa, que fundou Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.

Fundadora ICM foi beatificada em 2010, em Porto Alegre

Para a Diretora Geral da Congregação, Irmã Marlise Hendges, celebrar a memória de Madre Bárbara é uma ação de gratidão a Deus:

“Desde 2010, quando tivemos a graça de celebrar a Beatificação de Bárbara Maix, o dia 6 de novembro tem sido ocasião de louvar e bendizer a Deus, pela vida e obra da Bem-Aventurada. Como Igreja Peregrina, reconhecemos e celebramos a ação de Deus, manifestada de modo extraordinário, na vida de Bárbara Maix. Ela viveu e testemunhou a santidade. Por isso é, para nós, modelo de vida e virtude, exemplo na busca de realizar, em tudo, a Vontade de Deus” afirmou.

Irmã Marlise: “Bárbara viveu e testemunhou a santidade”

No Rio Grande do Sul, onde está a Sede Geral da Congregação, as Irmãs e as comunidades celebrarão a memória de Bárbara Maix, com peregrinação e missa. Serão dois eventos:

No dia 06, dia da Bem-Aventurada Bárbara Maix, haverá Missa na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, às 18h30min, no centro da capital gaúcha.

Já no domingo, dia 10, no distrito de Santa Lucia do Piaí, Caxias do Sul/RS, será realizada a 10ª peregrinação ao monumento, que retrata o milagre de Deus por intercessão de Bárbara Maix – a cura do menino Onorino Ecker, que teve a saúde restabelecida, após sofrer queimaduras em todo corpo. Centenas de fiéis são esperados para o evento.

Ainda na quarta-feira, as comunidades religiosas e os locais de missão da Congregação celebram a abertura do Ano Capitular, tempo de oração, estudos e reflexões, sobre o Carisma e missão congregacional, no hoje da história. Este tempo prepara as Irmãs para o XX Capítulo Geral Ordinário, que acontecerá em novembro de 2020.

BEM-AVENTURADA BÁRBARA MAIX

 

Nascida na Áustria em 1818, Madre Bárbara Maix tornou-se a primeira mulher beatificada, no Rio Grande do Sul. Perseguida em Viena, pela sua opção de vida religiosa, mudou-se para o Brasil, em 1848. No ano seguinte, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), fundou a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria. Viveu e atuou no Brasil por 25 anos, dos quais, 11 no Rio de Janeiro e 14 anos em Porto Alegre. Faleceu em 17 de março de 1873, no Rio de Janeiro (RJ).

A vivência das virtudes em máximo grau, o testemunho de santidade e a cura milagrosa do menino Onorino Ecker operada por sua intercessão, foram decisivas para o Papa Bento XVI proclamá-la Bem-Aventurada (ou beata, em italiano), aos 06 de novembro de 2010. No último dia 14 de outubro, a Diocese de Caxias do Sul iniciou a investigação sobre um suposto milagre atribuído à intercessão de Madre Bárbara. Se for comprovado, o caso será enviado ao Vaticano, quando o Papa Francisco decidirá sobre a canonização. Com isso, Bárbara Maix poderá ser chamada de Santa, e ser cultuada em todo mundo.

Deixe seu comentário