Igreja vai ao encontro dos imigrantes venezuelanos em missão no Norte do país

 
 
 

A Comissão Episcopal Pastoral Especial para o Enfrentamento ao Tráfico Humano (CEPEETH), da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realiza em Pacaraima (RR) e Boa Vista (RR) a “Missão Fronteira Venezuela”, que se inicia hoje 28 e permanece até a 4 de março de 2018.

O objetivo é conhecer in locu a situação que envolve a imigração na fronteira entre o Brasil e a Venezuela, em especial verificar a ocorrência do tráfico humano e elaborar um documento de análise e proposição acerca das contribuições que a Igreja pode oferecer, em termos de incidência, assistência e denúncia.

Inserida na luta contra o Tráfico Humano, a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, integra a comissão da CNBB e participa da “Missão Fronteira Venezuela”. Irmã Eurides Alves de Oliveira integra a Comissão representando a Rede Um Grito Pela Vida, irmã Rose Bertoldo com representante da REPAM- Rede Eclesial Pan amazônica e o leigo ICM Francisco Alan representa a CPT – Comissão Pastoral da Terra.

O primeiro dia foi para conhecer a realidade dos migrantes que passam a fronteira na cidade de Pacaraima, uma realidade de muito descaso por parte dos governos.
“As pessoas não migram porque querem, mas são forçadas por um país que as exclui e não da condições de vida digna. Teremos mais três dias de intensas atividades de incidência política” disse Irmã Rose.

Fotos: Ir. Rose Bertoldo e Fotos: Felipe Larozza/Cáritas

Deixe seu comentário