Irmã Eurides Alves de Oliveira: o sistema oprime as mulheres de modo peculiar

 
 
 

Na mensagem pelo Dia Internacional da Mulher, Irmã Eurides Alves de Oliveira, coordenadora provincial da Província ICM Nossa Senhora de Guadalupe, faz uma reflexão sobre o significado da data: memória histórica, os desafios atuais num mundo ainda mais desigual-pandêmico e faz um convite para o “esperançar”.

“É um dia de luta, resistência e sororidade. Dia de comunhão com toda a luta histórica das mulheres por justiça, por direito à liberdade e dignidade, por vida. Somos convidados a fazer memória de todas aquelas que deram a sua vida e o seu sangue para que a gente tivesse democracia e direitos respeitados.” disse Irmã Eurides.

A coordenadora provincial recorda as mulheres que foram mortas em 1957, em Nova York, por protestarem por mais direitos e justiça. Essa luta continua ainda hoje:

“Lembramos também a luta que continua nos nossos dias porque o sistema – patriarcal e capitalista – continua oprimindo muito a classe trabalhadora, dos mais pobres e, dentre esses, as mulheres, de uma maneira muito peculiar. Temos visto nesse tempo de pandemia, a abissal desigualdade social que tem colocado a população empobrecida em situação de risco, e sobretudo as mulheres, que além da pobreza, da fome e do desemprego, enfrenta os altos índices de violência, de feminicídio, de discriminação de gênero e tantas outras questões que acarretam sobre seu corpo sobre sua sexualidade, sobre sua vida, sobre sua fé”.

Por fim, Irmã Eurides lembra que a data é uma oportunidade para esperançar:

“Precisamos esperançar! Celebremos o 08 de março esperançando junto com todas as mulheres, com sororidade, amando-nos, somando na luta, na esperança, na fé, rezando umas pelas outras e reafirmando o nosso compromisso de lutar por uma sociedade onde homens e mulheres vivam em relações de igualdade e reciprocidade. Feliz 8 de março!” finalizou.

Saiba Mais:

Província Nossa Senhora de Guadalupe
Brasil: Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Paraná, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, São Paulo e Tocantins
Países: Bolívia e Haiti


Por: Magnus Regis | Comunicação ICM
E-mail: comunicacao@icm-sec.org.br