Irmãs em peregrinação “Pelos Caminhos de Bárbara Maix” no Rio de Janeiro

 
 
 

Em celebração aos 200 anos de nascimento da Bem-Aventurada Bárbara Maix, as Irmãs do Imaculado Coração de Maria se colocaram em caminhada, refazendo e rememorando os primeiros e os últimos passos da vida da fundadora no Rio de Janeiro. Trata-se da peregrinação “Pelos Caminhos de Bárbara Maix” que acontece nesta quinta e sexta-feira, respectivamente, 21 e 22 de junho.

Além das Irmãs, um grupo de formandas, leigos (as) e amigos convidados participam desta ação repleta de emoção, de muita fé e de recordação da vida nascente da Congregação. Além de percorrer os caminhos nas terras fluminenses, a caminhada prepara o espírito dos participantes para a grande celebração dos Ano Bicentenário que será celebrada no dia 23 de junho, no Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo. Em todas as paradas da peregrinação, as Irmãs Marlise Hendges, Diretora Geral, e Irmã Gentila Richetti, postuladora da beatificação, trazem os aspectos e a importância de cada local na vida de Madre Bárbara e da Congregação.

No primeiro dia, a visita começou pelo Convento de Nossa Senhora da Ajuda, das Irmãs Concepcionistas. Foi esta ordem religiosa de clausura que acolheu Madre Bárbara e suas companheiras em novembro de 1848, quando o grupo chegou ao Brasil ‘ sem conhecer a língua, sem dinheiro, com muita fome, mas cheias de esperança em Deus e em Nossa Senhora’.

No local, uma grande surpresa para as peregrinas: as Irmãs abriram não só a capela, mas todo o convento para visitação do grupo. A ação das Concepcionistas foi uma rara exceção, uma vez que o modo de vida religiosa, a clausura, promove o recolhimento dentro do convento. A alegria de quem acolheu e foi acolhido, as conversas amorosa e partilhas de histórias deram o tom de toda a visita. No local, Irmã Marlise Hendges presentou as Irmãs Concepcionistas com um quadro de Bárbara Maix.

Em seguida, o grupo foi calorosamente acolhido na Igreja do Senhor dos Passos e Nossa Senhora do Terço, localizada no meio do Saara, área de comércio popular do Rio de Janeiro. Nesta capela, a Congregação nasceu e Bárbara Maix, com as demais companheiras, professaram os votos e vestiram o hábito religioso em 08 de maio de 1849. Hoje, o espaço é administrado pela Irmandade de Nossa Senhora do Terço. Os representantes da Irmandade conheceram hoje a importância daquele lugar tanto para a vida da Congregação e como para a Igreja. O grupo peregrino ganhou um delicioso lanche oferecido pela Irmandade. Também o local ganhou um quadro da Bem-Aventurada fundadora ICM.

Finalizando a caminhada da manhã, o grupo caminhou até a Igreja de São Francisco de Paula. Foi nesta Igreja que, no dia 17 de março de 1873, Bárbara Maix participou da Missa pela manhã e, à tarde, faleceu, voltando para a casa do Pai. As Irmãs e leigos participaram da missa no local. Irmã Marlise também fez a entrega do quadro da fundadora para o pároco local.

Já na parte da tarde, a peregrinação foi retomada em Niterói, no Asilo Santa Leopoldina, obra que Bárbara Maix assumiu em 1854 para cuidar das crianças e adolescentes órfãs da febre amarela e do cólera. Por algum tempo, este local foi a Sede Geral da Congregação. De lá, Bárbara, por meio de cartas, contava as novidades e animava as Irmãs na fé e na missão da Vida Consagrada.

O primeiro dia de peregrinação foi concluído com o retorno ao Rio de Janeiro e visita à unidade socioassistencial da Rede ICM Instituto Imaculado Coração de Maria. O local é histórico e de imensurável importância para a vida da Congregação. Neste local, após a cisão da Congregação entre os ramos do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, aconteceu ali a unificação da Congregação. Um dos símbolos do local e deste evento histórico são duas mangueiras, plantadas separadamente, mas que se uniram por meio de um galho, um sinal da natureza para este momento da vida da Congregação. As fotos abaixo mostram as árvores.

Toda a visita foi realizada num clima orante, de coração dilatado e de muita ação graças a Deus pela Vida e Obra de Bárbara Maix. Na sexta-feira, a peregrinação entrará no segundo dia.

Deixe seu comentário