Irmãs participam do Conselho Plenário Geral ICM 2019

 
 
 

Quatro dias de estudos, orações, discernimentos e definições para a missão congregacional – assim é o Conselho Plenário Geral da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria, que começou no feriado de sábado, 7 de setembro, em Porto Alegre (RS). Quase 70 Irmãs de países e espaços de missão participam do importante evento da vida ICM.

Entre os temas que serão trabalhados nestes dias, o destaque para a preparação do Ano Capitular. Além disso há a partilha da missão promovida pelo Setor Geral, Província Maria Mãe de Deus e Província Nossa Senhora Guadalupe. As Irmãs também estudam a análise de conjuntura e, por fim, decidem conjuntamente as ações que serão assumidas pelas Irmãs.

A Santa Missa no Santuário São Rafael foi a grande abertura do evento. A celebração, presidida pelo religioso jesuíta, padre Jaldemir Vitório, recordou as prioridades de missão do sexênio 2014-2020.

Já no auditório do Instituto Coração de Maria, as Irmãs foram acolhidas pela Diretora Geral, Irmã Marlise Hendges, situou o evento no atual contexto de Brasil e mundo: mês da Bíblia, o Dia da Pátria, O Grito dos Excluídos e a adesão congregacional na luta por justiça, direitos e liberdade, a preparação para o Sínodo da Amazônia, o profetismo do Papa Francisco e os desafios da vida religiosa consagrada em promover a alegria e a esperança junto ao povo de Deus.

“Para realizar a missão de viver em comunidades solidárias, enviadas a testemunhar a justiça e a profecia do Reino de Deus, precisamos compreender o mundo em que estamos inseridas, escutar a sociedade, seus problemas, suas necessidades específicas, ter a sensibilidade para as gigantescas desigualdades sociais, conhecer e respeitar o ser humano em todas as suas dimensões, mostrar profunda compaixão diante do sofrimento, das angústias, e confrontar-nos com as inúmeras formas de injustiça. Os gritos que pedem justiça continuam ainda hoje muito fortes” disse Irmã Marlise.

A Diretora Geral lembrou a crise brasileira que gera mais pessoas em condição de miséria, o aumento da pobreza e das desigualdades: “certamente tudo isso nos fala ao coração. Nos interpela ao profetismo. Não se trata apenas de garantir comida ou um sustento decoroso, mas prosperidade e civilização em seus múltiplos aspectos, o que engloba a educação, acesso aos cuidados da saúde e trabalho, como diz o Papa Francisco”, disse.

Irmã Marlise destacou ainda o início dos trabalhos de preparação do Ano Capitular, tempo forte de oração e comunhão em toda a Congregação: “vamos olhar para o que temos realizado, e nos alegrar com as belezas da missão. Vamos também nos penitenciar pelas omissões, pelo bem não realizado e, a partir disso, queremos projetar as ações que nos ajudem a avançar e continuar sendo significativas para o mundo. O Papa Francisco diz: não tenhais medo de ser poucas, mas, sim, de ser insignificantes, de deixar de ser luz que ilumine” afirmou.

Ao final, a Diretora Geral exortou as Irmãs ao diálogo fraterno, ao discernimento e à oração.

QUATRO DIAS EM CONSELHO

O encontro iniciado neste sábado prossegue até a terça-feira. Neste sábado, o dia é de estudos. Padre Vitório trabalha o tema “Mística e profecia na Vida Religiosa Consagrada” com foco na preparação do Ano Capitular. No domingo, acontece a partilha da caminhada congregacional nas Províncias e Setor Geral. Na segunda-feira, 09, o destaque é o estudo da análise de conjuntura social e, por fim, na terça-feira, encaminhamentos de ações congregacionais.

Conselho Plenário Geral

Conforme as constituições da Congregação, o Conselho Plenário acontece uma vez por ano, havendo necessidade, é convocado o Conselho Plenário Extraordinário. O encontro é um “órgão colegiado de estudos, reflexão, assessorias com direito a voto consultivo para ação conjunta nos assuntos mais importantes da Congregação”. Participam as Irmãs integrantes do Conselho Geral, Conselhos das Províncias Maria Mãe de Deus e Nossa Senhora de Guadalupe, além de Irmãs convidadas.

Por: Magnus Regis
comunicacao@icm-sec.org.br

Deixe seu comentário