“Mais flores, menos pedras”: Irmãs participam de ato em São Paulo

Foto: Fábio Vieira/Metrópoles
 
 
 
Foto: Fábio Vieira/Metrópoles

As Irmãs do Imaculado Coração de Maria participaram do ato público “Mais flores, menos pedras”, em solidariedade à população em situação de rua, na capital paulista. O protesto foi convocado pelo padre Júlio Lancelotti, vigário episcopal para o Povo de Rua, da Arquidiocese de São Paulo.

O protesto aconteceu na tarde do sábado, dia 06 de fevereiro, e foi mais uma resposta à Prefeitura de São Paulo que, no final do mês de janeiro, colocou pedras pontiagudas debaixo dos viadutos Dom Luciano Mendes de Almeida e Antônio de Paiva Monteira, na avenida Salim Farah Maluf, no Tatuapé, para impedir o acesso ao local por parte das pessoas em situação de rua. Indignado com o descaso e a desumanidade patrocinada pela prefeitura, padre Júlio fez um protesto que viralizou nas redes sociais. Removeu as pedras a marretadas. As imagens correram o mundo e provocou indignação. No dia 03/02, a prefeitura retirou as pedras e classificou a ação como um “ato isolado”.

No ato deste sábado, padre Júlio defendeu uma cidade mais humana. Ao colocar pedras, o poder municipal não ofereceu moradia. Em vídeo publicado pelo portal metrópoles, o sacerdote afirmou: “a gente não quer que (o morador de rua) fique embaixo do viaduto. É moradia! Moradia! Lugar para morar. Lugar para viver”.

Irmãs ICM – aproximação com a causa do povo em situação de rua

As Irmãs levaram flores e prestaram apoio a causa evangélica promovida pelo Padre Júlio. Além disso, explica a Irmã Eurides Alves de Oliveira, coordenadora da Província Nossa Senhora de Guadalupe, a participação ICM é uma primeira uma aproximação com o compromisso assumido pelas Irmãs ICM:

“Foi um gesto bonito e muito significativo. Começamos a aproximação com o compromisso capitular de inserção e maior solidariedade com o povo da rua em São Paulo. Esse foi um dos compromissos do Capítulo Geral e do Capítulo Provincial (…) decidimos que esse é um ano de aproximação, e já começamos com essa ação de aproximação com Padre Júlio, nesse gesto muito profético que ele fez durante toda a semana, uma denúncia que tomou o repercutiu internacionalmente” afirmou.

Assista ao vídeo do Portal Metrópoles.

Com informação do Portal Metrópoles

Por: Magnus Regis | Comunicação ICM
E-mail: comunicacao@icm-sec.org.br