Mensagem da Província N. Sra. de Guadalupe para a Festa do Coração de Maria

 
 
 

Festa do Imaculado Coração de Maria
Ó Maria Mãe de Deus e da Igreja, salve o teu Imaculado Coração!

Queridas Irmãs!

Chego sorrateiramente até às senhoras! Chego como quem não quer, chego querendo chegar, e no se aproximar do dia que nos aproxima, dizer: Salve, ó Imaculado Coração de Maria! E numa só voz, numa só alegria, agradecer os dias, as noites em que sempre estás conosco desde o início. Somos parte desse Imaculado Coração: Imaculado, antes de ouvir a Palavra divina que penetrou em seus ouvidos, Imaculado ao meditar a Palavra, Imaculado em gestar a Palavra, Imaculado no seguimento do próprio Filho em sua missão. Imaculado por nunca negociar o essencial, Imaculado por estar sempre ligada à Fonte da vida. Imaculado na defesa dos pobres. Por isso e por tantos outros elementos que não vou nominar, quero apenas me aproximar e lhes falar de minha meditação e oração. Entrem comigo na dinâmica dessa simbologia e deixem cada uma lhes falar.

Neste dia, apenas neste dia! Olho para as nuvens em suas cores, deitando-se sobre o firmamento, espreguiçando-se no leve balanço que formam. Olho para a estrelas pequenas em sua constelação imensa, juntas brilhando iluminando a noite, doando-se na luz recebida do sol. Olho a noite que se estende em sua magia e seus segredos, misteriosa na gestação de um dia! E na madrugada que se antecipa, onde a aurora, mostrando seus raios claros, se levanta preanunciando a alvorada, apresentado o sol no horizonte do nosso ser. E sob a luz do dia, imagino-te Maria debruçada sobre as janelas do universo, observando a orquestra da vida, tocando nos compassos da Congregação ICM, as notas sopradas pela divina Ruah.

E no “antes da tua presença e no depois,não quero pensar em como será” sem tua presença aqui. Vejo teu olhar compassivo e misericordioso, teu sorriso como rosa despetalando e perfumando nosso jardim congregacional, acariciando-nos com a mesma ternura que dedicaste ao menino Deus! E, neste dia, apenas neste dia, igual às tonalidades das cores do arco-íris,teus cabelos se estendem até a terra, abraçando as multicores culturais numa mistura colorida de povos. Ena beleza de tua coroa, apresentas no diamante vermelho a raridade de imenso valor que foi nossa Fundadora Bárbara Maix; e no diamante rosa dessa coroa, exprimes a força e ousadia profética de Bárbara, acolhendo jovens mulheres prostituídas numa Viena em desmantelo, embriagada pelo vinho das revoluções.

No rubi de tua coroa,mostras as crianças desvalidas inseridas no teu Projeto de Bárbara ao chegar ao Brasil.Trazes, na safira de variedade azul, a bravura dos pobres, a história das tribos indígenas, a luta das mulheres que teimam em viver dignamente, a brincadeira das crianças em sua infantil inocência, os sonhos das juventudes, a sabedoria dos anciãos; na esmeralda de tom verde-claro e brilhante, apontas caminho para um futuro novo construído na sala da Casa Comum com os cristais do respeito à vida do planeta, do cuidado com rios e mares, com as florestas e os animais…E na pedra topázio cor de vinho, mostras a alegria de um Novo Tempo que se aproxima. Debruçando-te sobre nós, Irmãs ICM, como diamante bruto em lapidação, com a ajuda do Espírito Santo e a nossa, lapida-nos, dá-nos a cor brilhante da beleza do compromisso solidário, da teimosia profética, da inquietude necessária que constitui a vida do discipulado de Jesus Cristo. Vem, Maria, em teu Imaculado Coração, lapida-nos de nossa sonolência, de nossos confortos, retira a cor opaca de nossos olhos e dá-nos o brilho que retratas em tua pedra Tanzanita de cor violeta azulada, exibindo com elegância, o mistério e a memória do “amor primeiro”(Ap 2,4) e a entrega incondicional ao Projeto da Trindade. Lapida-nos, Maria, e faze vivermos uma Igreja em saída, uma Congregação em saída, uma Província em construção. Ensina-nos a nos deixarmos cobrir com o sol da ressurreição e iluminar as praças em escuridão. E, numa sinfonia mais bela, vem dançar conosco no movimento dos teus cabelos ensolarados pelo sol da SS. Trindade, como manto a cobrir a nossa vaidade e despetalar em nosso coração o amor que é doação! E, cobertas por teus cabelos, queremos, neste dia, celebrar, agradecer, pois és nossa protetora que sob teus cabelos aconchegas nossa Congregação.

Com carinho nosso abraço. Feliz Festa do Imaculado Coração de Maria.

 

Irmã Maria Freire da Silva
Coordenadora Provincial e Conselho
Província Nossa Senhora de Guadalupe

Deixe seu comentário