Missa celebrou os 200 anos de nascimento Bárbara Maix em Porto Alegre

 
 
 

PORTO ALEGRE/RS – Os 200 anos de nascimento da Bem-Aventurada Bárbara Maix foram celebrados com Santa Missa na Catedral Metropolitana de Porto Alegre, na noite desta quinta-feira, 27 de junho, mesma data em que, no ano de 1818, em Viena, na Áustria, Deus chamou à vida a futura fundadora da Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria.

A Santa Missa foi presidida pelo bispo auxiliar de Porto Alegre, Dom Aparecido Donizete de Souza e concelebrada pelo também bispo auxiliar Dom Adilson Pedro Busin, cs; Pe. Renato Rogério Neuhaus, Pe. Lucas Matheus Mendes e Pe. Adilson Fonseca. Do Conselho Geral da Congregação estavam: Irmã Marlise Hendges, Diretora Geral; Ir. Maria Joana Guedini, Ir. Maria Aparecida, Irmã Dalia Löff e Ir. Gema Tonial.

As bandeiras dos países onde as Irmãs ICM são presença evangelizadora e solidária foram introduzidas na procissão de entrada, o que simbolizou o crescimento e a expansão da obra fundada por Bárbara Maix no Brasil em 1848.

Na homilia compartilhada entre Dom Aparecido Donizete e a Irmã Marlise Hendges, a vida e a obra de Bárbara Maix foram colocadas como caminho para o seguimento de Jesus Cristo. Dom Donizete disse que Bárbara Maix foi uma árvore muito frondosa que produziu muitos frutos.

Para o bispo, momentos como o Ano Bicentenário é uma oportunidade de revisão da própria história congregacional e da fidelidade à missão deixada pela fundadora:

“A vida de Bárbara Maix é marcada por uma graça especial de Deus. Olhando aquela sensibilidade para com os pobres, com aquelas pessoas que mais necessitavam, essa dimensão social [foi] gritando na alma e no coração de Bárbara. Olhando a vida de Bárbara Maix, todas vocês [Irmãs], de modo especial, estão tendo essa oportunidade de perceber como estão em sintonia com aquelas inspirações que ela recebeu de Deus, com certeza” disse Dom Aparecido Donizete.

Já a Diretora Geral, Irmã Marlise Hendges, lembrou que o nome “Bárbara” significa “do mundo de Deus” e que a fundadora viveu o significado do nome. Disse também que, tendo a fundadora ICM como inspiração, somos todos desafiados a produzir muitos frutos:

“Todos nós que a conhecemos somos desafiados a continuar produzindo frutos a partir daquilo que bebemos da fonte que é a própria Bárbara, a fonte Carismática. Para nós é motivo de grande alegria, de louvor a Deus podemos celebrar os 200 anos de nascimento da Bem-Aventurada Bárbara Maix”.

Irmã Marlise disse ainda que a Congregação, descrita pela Bem-Aventurada como uma árvore frondosa, estendeu seus ramos e gera frutos muitos nos países onde é presença. A Diretora Geral finalizou sua mensagem dizendo que o Ano Bicentenário mantém ainda mais viva a memória de Bárbara e apontou três desafios para este tempo:

“Esta é uma ocasião preciosa para olhar o passado com reconhecimento, com gratidão por tudo o que Bárbara viveu ao longo da vida. Viver o presente com confiança de que podemos continuar traduzindo o Carisma na missão, e queremos sonhar o futuro com a força e novidade evangélica, na certeza de que outras pessoas que vão conhecendo Bárbara e seu carisma vão, certamente, aderindo a esse projeto para produzir frutos no futuro”.

Da Santa Missa participaram ainda a Irmã Paula Schneider, FPCC, presidente da Conferência dos Religiosos do Brasil no RS (CRB-RS); Irmã Iriete Lorenzzetti, Ministra Geral das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora Aparecida; Irmãs ICM de diversas comunidades de Porto Alegre e região, leigos e leigas, colaboradores e um grupo de colaboradores das unidades socioassistênciais da Rede ICM que estão em encontro em Porto Alegre.

Outros momentos
Por: Magnus Regis
Assessoria de Comunicação – Irmãs do Imaculado Coração de Maria
E-mail: comunicacao@icm-sec.org.br
Deixe seu comentário