Participe do Plebiscito Popular por uma Constituinte

 
 
 

Na semana da Pátria, intensificam-se as mobilizações em prol do Plebiscito Popular em prol de uma assembleia constituinte pela reforma política.  A medida é ação por meio da qual a população exige dos poderes constituídos o seu desejo de profundas mudanças na forma de fazer a política no Brasil, assim fortalecendo a democracia.

A  causa ganhou apoio da Igreja Católica: Bispos, Religiosos/as e leigos/as comprometidos com os as causas sociais e com o fortalecimento da democracia. A Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria – Irmãs, leigos e leigas – apóiam e somam com a causa do Plebiscito Popular pela Constituinte.

Em todo o Brasil, urnas estão espalhadas pelos espaços e praças públicas. Quem desejar, ta,bem pode voltar através da internet através do site: www.plebiscitoconstituinte.org.br


VEJA MAIS:


O que é um Plebiscito Popular?

Um Plebiscito é uma consulta na qual os cidadãos e cidadãs votam para aprovar ou não uma questão. De acordo com as leis brasileiras somente o Congresso Nacional pode convocar um Plebiscito. Apesar disso, desde o ano 2000, os Movimentos Sociais brasileiros começaram a organizar Plebiscitos Populares sobre temas diversos, em que qualquer pessoa, independente do sexo, da idade ou da religião, pode trabalhar para que ele seja realizado, organizando grupos em seus bairros, escolas, universidades, igrejas, sindicatos, aonde quer que seja, para dialogar com a população sobre um determinado tema e coletar votos. O Plebiscito Popular permite que milhões de brasileiros expressem a sua vontade política e pressionem os poderes públicos a seguir a vontade da maioria do povo.

O que é uma Constituinte?

É a realização de uma assembleia de deputados eleitos pelo povo para modificar a economia e a política do País e definir as regras, instituições e o funcionamento das instituições de um Estado como o governo, o Congresso e o Judiciário, por exemplo. Suas decisões resultam em uma Constituição. A do Brasil é de 1988.

Veja mais no site: www.plebiscitoconstituinte.org.br

Deixe seu comentário