Restos Mortais de Bárbara Maix ganham novo relicário

 
 
 

Momento forte de oração e emoção marcou a Sessão de Reposição dos Restos Mortais de Bárbara Maix, na Capela São Rafael do Instituto Coração de Maria, em Porto Alegre. O evento aconteceu no sábado 23/10. Desde junho, por motivo de ampliação do espaço para o relicário, a urna com os restos mortais estava indisponível para visitação pública, sendo colocada em uma sala anexa preparada para este fim.

Bastante prestigiada, a Sessão lotou a Capela São Rafael com Irmãs das cinco províncias ICM, Padres, colaboradores/as e leigos/as. Diante do Tribunal Eclesiástico, os trabalhos de reposição foram abertos pela Irmã Gentila Richetti, postuladora da causa junto ao Vaticano, Irmã Marlise Hendges, Diretora Geral da Congregação e Dom Remidio Bohn, bispo delegado. Também participaram da cerimônia o notário Luis Unibaldo e  Luis Clary Buaretto, Cônegos enviados da Arquidiocese de Porto Alegre.

Para Irmã Marlise Hendges, o acontecimento proporciona um revigoramento na fé, além de levar Bárbara para mais perto dos devotos/as: “Hoje, diante dos fragmentos da Serva de Deus, temos a graça de nos fortalecermos na fé, na esperança e no amor. Estes ossos falam por si.  São memorial de uma vida entregue pelo Reino de Deus e sua Justiça. Deus agiu na vida de Bárbara de tal forma que ela permanece como presença, estímulo e apoio para quem crê e interpelação para quem não crê. Deus age também em nossas vidas. Nesta II Sessão faremos a Reposição da Urna no relicário que foi delicadamente preparado, e que, a partir da Beatificação de Bárbara Maix, a mesma será visível aos peregrinos que aqui vierem suplicar e agradecer”.

A urna foi retornada à Capela pelas cinco provinciais da Congregação: Irmã Cecília Knorst (Provincial de Porto Alegre), Irmã Ana Luiza Biselo (Provincial de Santa Maria), Irmã Ernilda Souza do Nascimento (Provincial de São Paulo) Irmã Erena Bernardy (Provincial de Caxias do Sul) e Irmã Ivonete Félix de Morais (Província Cristo Libertador – Norte/Nordeste).

Em momento orante, foi feita a leitura do Salmo 102 e do evangelho de São Lucas (10, 21-24). Em seguida, foi procedido a limpeza da parte interior da urna que foi lacrado com fita e o carimbo da Arquidiocese de Porto Alegre: “Esse lacre com o carimbo da Arquidiocese quer dizer que Bárbara não é propriedade da Congregação e sim do povo”, ressaltou Irmã Gentila Richetti.

O momento mais forte da Sessão de Reposição deu-se quando os/as presentes puderam, por um rápido momento, tocar a urna e fazer sua oração. Os escritos da fundadora foram cantados e enriqueceram aquele momento em especial. Era visível a emoção de todos/as.

A urna foi colocada no relicário pelas Ex-Diretoras Gerais da Congregação: Irmã Adylles Augusta Rossato, Irmã Maria Angelina Enzweiler, Irmã Maria Helenita Sperotto em companhia de Irmã Marlise. Em seguida foi colocada a frente de vidro que está adornada com  uma moldura em madeira com a esfinge de Bárbara Maix. Ao fim da Sessão, uma cortina cobriu a frente do novo relicário: “A cortina será retirada com a chegada dos primeiros peregrinos, no dia 07 de novembro”, lembrou Irmã Gentila. 
 
A visitação pública aos Restos Mortais de Bárbara Maix só poderá ser feita após a beatificação, portanto, no dia 7 de novembro de 2010. A Capela São Rafael está localizado no Instituto Coração de Maria, Rua Riachuelo 508, Centro de Porto Alegre. É preciso contato prévio através do telefone (51) 3216-2900. Além disso, a Congregação também mantém o Memorial Bárbara Maix (Rua Prof. André Puente, 460) que preserva  objetos pertencentes à fundadora. As visitas podem ser agendadas pelo e-mail: 
contato@memorialbarbaramaix.com.br  ou pelo telefone: (51) 3311-8364.

Saiba Mais:  Com a saúde debilitada, sofrendo de asma e problemas cardíacos, Bárbara Maix faleceu no dia 17 de março de 1873, portanto, há 137 anos. Contava com 55 anos de idade e morava no bairro do Catumbi, Rio de Janeiro. Passados 114 anos de sua morte, durante o governo de Madre Imilda, no  dia 06 de fevereiro de 1957, a urna com os restos mortais foram transladada para  Porto Alegre no Instituto Coração de Maria, onde permanecem até hoje.

A beatificação de Bárbara Maix acontece no dia 06 de novembro, no Gigantinho às 13h30min  com entrada franca.

Magnus Regis

(51) 3312-4600
comunicacao@icm-sec.org.br 

Deixe seu comentário