Restos mortais de Bárbara Maix serão recolocados em Capela de Porto Alegre

 
 
 

Acontece neste sábado, 23, a cerimônia de reposição da urna com os restos mortais de Madre Bárbara Maix na Capela São Rafael, Rua Riachuelo 508, às 10h. A cerimônia atende a requisitos processuais do Vaticano uma vez que, após a beatificação no dia 06 de novembro, o espaço será aberto à visitação pública. 


 


A religiosa faleceu há 137 anos, no dia  17 de março de 1873 no bairro do Catumbi, Rio de Janeiro. Contava 55 anos e sofria de asma e doenças cardíacas. Passados 114 anos de sua morte, no o dia 06 de fevereiro de 1957, a urna com os restos mortais foram transferidos para Porto Alegre, onde a Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria mantém a Sede Geral. De acordo com os trâmites do processo de canonização, é necessária a realização de uma sessão de reconhecimento dos restos mortais, o que aconteceu no dia 12 de dezembro de 2009 na presença do Tribunal Eclesiástico da Igreja.


 


Segundo Irmã Ivoni Luft, vice-postuladora da beatificação, após a sessão de reconhecimento, deu-se início aos trabalhos para a produção de um novo relicário ampliado. Em virtude disso, os restos mortais foram retirados da Capela no dia 16 de junho de 2010, depositados em um local reservado e indisponível para visitação: “Haverá a reposição da urna com os restos mortais em um relicário e cuidadosamente preparado para isso”, informa a Irmã, acrescentando que o novo relicário é maior, possui um lado de vidro para visualização do interior do espaço e ficará embutida em uma das paredes da capela com uma escultura de Bárbara Maix e do Coração de Maria.


 


Irmã Ivoni explica que a cerimônia de reposição da urna é simples e rápida: “Será uma cerimônia rápida. Haverá uma fala da Irmã Marlise Hendges, Diretora Geral da Congregação, Irmã Gentila Richetti, postuladora da causa,  leitura de salmo, canto,  leitura e assinatura da ata e a reposição”, descreve.


 


Com esta ação, os restos mortais de Madre Bárbara Maix poderão ser visitados pelos fiéis que rezam pedindo graças a fundadora. Contudo, é necessário que se aguarde até a realização da beatificação para que o acesso a Capela São Rafael seja liberado completamente. Além da Capela São Rafael, a Congregação possui o Memorial Bárbara Maix (Rua Prof. André Puente, 460) que preserva objetos pertencentes à fundadora. A beatificação de Bárbara Maix acontece no dia 06 de novembro de 2010, no Gigantinho, apartir das 13h30min.

Deixe seu comentário